Pesquisar este blog

Translate

domingo, 28 de fevereiro de 2010

O Fim do Karma - Livrando-se da cadeia de encarnações

"...Quando há a mudança de enfoque sobre acontecimentos
vistos como "negativos", a energia que possa
ter se perdido, volta a seu lugar de origem
e o carma desaparece, pois o caminho da unidade é
retomado e a vibração do amor é restaurada,
voltamos para a nossa integridade primitiva..."

Imagem Google

O Fim do Karma
Por Márcia Caminada

Partindo da idéia inicial de que o carma é criado em algum ponto do continuum da nossa existência, por uma perda energética causada por um trauma ou, mais especificamente, por um acontecimento que tenha gerado sentimentos de baixa frequência, é natural que ao transmutarmos esse tipo de vibração, eliminemos a sua consequência.

Para exemplificar, tomemos uma pessoa que em algum ponto do espaço e do tempo, passou pela experiência da perda de todos os seus bens materiais. Essa pessoa pode encarar o fato de duas maneiras diferentes e consequentemente, pode optar por dois futuros diferentes.

Imagem Google

Normalmente, de acordo com a ética vigente até então, a perda é encarada de uma maneira muito negativa e causa muito desgosto e medo, fazendo com que grande quantidade de energia se desprenda do corpo energético e fique paralisada naquele acontecimento. Nesse caso, a pessoa em questão, pode se sentir extremamente injustiçada e vitimizada, ficando incapaz de ter um afastamento crítico e de mudar seu julgamento sobre a situação. É então que se cria o carma negativo, que nada mais é, do que a necessidade de restaurar a integridade do corpo energético, formado com a energia de mais alta vibração, que é o amor. Essa necessidade se cria a partir do momento em que acontece a perda de energia devida ao trauma. Forma-se então um "buraco" no nosso corpo emocional que é onde ficam gravadas todas as nossas experiências e esse vazio vibra com freqüência muito mais baixa do que a da nossa energia original. O protagonista do nosso exemplo vai ficar atraindo situações parecidas até que seu ponto de vista mude e ele passe a encarar o fato vivido, apenas como mais uma experiência da qual se pode aproveitar sempre alguma lição.

Quando há a mudança de enfoque sobre acontecimentos vistos como "negativos", a energia que possa ter se perdido, volta a seu lugar de origem e o carma desaparece, pois o caminho da unidade é retomado e a vibração do amor é restaurada, voltamos para a nossa integridade primitiva.

Imagem Google

Os espíritos puros ou virgens que passaram e ainda passam pela Terra, são todos isentos de carma porque estão livres da dualidade do bem e do mal, possuem uma visão superior da vida e não tecem julgamentos, aceitam todos os acontecimentos igualmente, aproveitando toda oportunidade como degrau para o auto-desenvolvimento. São chamados virgens por estarem na Unidade de sua energia, vibram na freqüência mais alta e não abandonaram "pedaços" ao longo das encarnações. Têm consciência plena de suas múltuplas dimensões e da sua ligação íntima com o Divino. Suas mensagens e testemunho são sempre de amor, tolerância e compaixão, sentimentos que nos reconectam com a Totalidade.

Quando o Planeta se prepara para realizar mais um salto quântico, é essencial que a Humanidade se conscientize da necessidade de uma mudança de ponto de vista. O aumento da vibração da Terra tem que ser acompanhado por nós humanos, ou seja, o Ser que não se sintonizar com as novas freqüências, fatalmente estará impedido de "ascender". É imprescindível que reintegremos toda a energia que deixamos para trás, em outras vidas e mesmo nessa, para que nossos corpos sutis e mesmo nosso corpo físico, agüentem a mudança vibracional. Não podemos seguir em frente, com nosso corpo emocional incompleto energeticamente.

Imagem Google

Usando uma analogia física: quando um elétron muda de órbita, ele absorve um quantum de luz equivalente à diferença energética entre as duas órbitas, a antiga e a nova. Conosco, ocorrerá a mesma coisa! Se não estivermos com a soma de toda a energia que trouxemos inicialmente para a nossa vida tridimensional, mesmo com a absorsão do quantum adicional, não conseguiremos atingir a quantidade de "luz" necessária para a ascensão.

Nesta nova etapa, não haverá mais carma. Os aprendizados poderão ocorrer sem sofrimento, a vida na Terra será encarada como um período de experiência voluntária, como, na verdade, sempre foi. Esses conceitos deixarão de ser simples conhecimento, passarão a ser incorporados e sentidos como verdade absoluta. Estaremos vivendo como humanos sem esquecer de nossa origem divina e de nossas várias dimensões espalhadas pelo Universo. Poderemos finalmente, nos ver livres de todo medo para usufruir de toda a alegria e prazer que esse maravilhoso Planeta tem para nos oferecer e que fazem parte da nossa natureza Divina.

Márcia Caminada
Física e pesquisadora, especialista em
Metodologia da Pesquisa
e do Ensino Superior, sócia-diretora da Empresa IMD Consultoria,
onde realiza pesquisas e estudos nas áreas de agricultura,
fontes alternativas de energia e indústria química.

                            www.epidauro.com.br

10 comentários:

  1. Muito bacana essa visão sobre Karma. Espero que realmente estejamos no caminho certo,mais do que isso,acredito que estamos no caminho certo,embora eu tenha custado a me "encaixar" nisso..
    Abraços,
    Bia e Vinni

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bia e Vinni.
      Sim, esse texto é muito esclarecedor.
      Amigos, estamos chegando lá... "Quando há a mudança de enfoque sobre acontecimentos vistos como "negativos", a energia que possa ter se perdido, volta a seu lugar de origem e o carma desaparece".
      Obrigado pela visita e comentário.
      Abraços.

      Excluir
  2. Gostaria de perceber isso melhor! Em toda a minha vida sempre tive má sorte, em quase tudo: Família, amor, dinheiro, trabalho, amizade... Andava sempre deprimido, e perguntava-me porque tanto azar... Gostava de realmente perceber o que devo mesmo fazer para melhorar tudo isto, ou será que estou destinado a essa fatalismo?

    Pelo que percebi, tenho que aceitar os momentos negativos da minha vida como uma lição, mas a pergunta está ai: Que mal fiz eu ao nascer para merecer tudo isso? Sempre pensei que todas as crianças nasciam puras...

    Por causa dos meus azares, tenho sempre pensamentos negativos, e talvez possa atrair mais acontecimentos negativos, mas a questão é: Como posso ficar alegre com acontecimentos negativos para melhorar o carma? Isso mais parece que eu devo ser um saco de boxe, onde todos os azares podem vir até mim e eu ficar quieto como se nada tivesse acontecido.

    Não me parece! Existe alguma coisa que não está bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, comigo também sempre foi assim,até tentei seguir as sugestões destas religiões(budismo/cardecismo),aceitar meu carma,e que talvez em uma vida passada eu tenha sido Hitler ou o rei Leopoldo sei lá,más de boa se eu encontrar uma forma de fugir deste carma de merda eu farei,não o aceito,nem nunca aceitarei.

      Excluir
  3. Você chegou a uma questão preciosa, realmente você precisa vibrar digamos positivamente para atrair positividade, mas como o resultado não é imediato, você ainda estará vivendo as consequências de negatividades passadas. Há que se ter muita disciplina e infinita paciência, não desista, o seu raciocínio está correto, mas as leis universais transcendem o que pensamos, não deixe de buscar se sentir melhor, um pouco de cada vez, já que não é possível a você nesse momento entrar num trânsito de total alegria. Terá que procurá-la insistentemente e aos poucos, pequenos resultados aparecerão, agradeça a cada um deles, pois a gratidão é ultrapositiva e depois esses resultados positivos tomarão conta de sua vida. Só não desista, de repente já está no meio do caminho, se desistir vai voltar para trás a mesma distância que o levaria a alegria. Você não está só, todos estamos empenhados em nos livrar da negatividade e nos sentirmos bem. Se observe e trabalhe internamente, com disciplina e persistência. Tudo ficará bem.

    ResponderExcluir
  4. Concordo.com paulo,.estou a 55 Anos tentando me livrar,do meu carma e nap consigo,sinto me injustiçada,parece que por mais que trabalhe com perfeiçao,ninguem ver qualidades so defefeitos,sou solidaria ador alheia so levo traiçao,agora mesmo uma pessoa que morava comigo subtraio meu cartao de credito extorou todi meu limite,estou pagando,desbrir o telefone liguei,para cobrar uma mulher respondeu isso e chantagem,perguntei quem era ela disse e minha namorada,falei em registrar um B O no dia seguinte desmentio tudo,que ele nao tem niguem,que era a esposa do colega,que. A esposa do colega fazia duas horas da manha no quarto dele,nao me importa so que tem dinheiro pra bancar mulher e pagar a divida dele nao tem,me desespero por que sinto que ninguem gosta de mim como ser humano,nao ser pra x
    Dar golpe,,entre outras coisas
    Costumo dizer. Tbm que sou a familia dos meus filhos
    Mais eu nao.tenho familia ,ninguem se importa comigo se estou boa ou doente
    Viva ou morta,minha vida toda foi ajudar os outros agora nao tenho mais
    Nada so velhice e dor nos ossos e sozinha com minha a.gustia abraços


    ResponderExcluir
  5. Estou vivendo um momento onde estou em um tipo de anestesia de tanta coisa (em série) que me aconteceu: questões financeiras, afetivas, familiares, profissionais....Acreditem, às mais duras penas, estou aprendendo que, ver uma situação dificil positivamente e agradecer a Deus pela oportunidade de crescer espiritualmente é muito melhor que se vitimizar. Consegui essa visão, sofrendo na pele a dor amarga de cada problema que passei, maldizendo a falta de "sorte", e, depois de alguns anos de sofrimento, percebi que passar pela situação maldizendo é bem pior de que passar pela mesma situação com calma e foco no positivo. A resolução flui melhor, as pessoas parecem que ficam mais amáveis com vc, o universo gira mais suave. Mas para perceber isso, cada um tem um tempo e um limite. eu acho que cheguei no meu limite. Estava sem paciência, tolerância, tratava as pessoas mal... Quando comecei a "rir" da minha situação, as coisas passaram a melhorar. É como foi dito aqui. A volta por cima começa com pequenas alegrias, que ainda são ínfimas diante do "buraco" astral que você acabou se metendo. É, você mesmo se afunda, cada vez mais. Então, a mudança de foco é fundamental! Acreditem, não é impossível. Tenham fé em vocês mesmos! É como sarar de alcoolismo. A mente está tão viciada em reclamar da vida que o hábito demora a mudar. Mas muda. Boa sorte a todos!

    ResponderExcluir
  6. To de saco cheio disso tudo.Ai eu me pergunto o que eu fiz de errado ,eu nem queria nascer mn.Foda se o meu carma!

    ResponderExcluir
  7. Eu axo que eu não mereco o castigo desse carma,sempre tive um bom coração ,o pq de tudo isto??

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...