Pesquisar este blog

Carregando...

Translate

Meu outro blog.

Meu outro blog.
Só fotos dos meus gatos e notícias boas dos felinos. CLIQUE na imagem para acessar.

sábado, 6 de fevereiro de 2016

Como Ajudar os Outros a Despertar Espiritualmente



"...Você não desperta por receber mais conselhos ou instruções dos outros, mesmo que seja um bom conselho bem-intencionado. Você desperta conforme você deixa ir as indicações externas e vai para o seu interior buscar as respostas para si mesmo..."



"...estar desperto não o torna melhor do que ninguém. Quando temos a tendência de julgar aqueles que ainda estão adormecidos o nosso esnobismo sai pela culatra e nós ficamos longe do despertar. Afinal, você é tão desperto conforme os pensamentos que você mantêm a cada momento..."


"...Você pode fazer uma diferença profunda sem dizer uma palavra. Não vamos esquecer o poder do silêncio. Tudo que você precisa fazer é permanecer na integridade do seu verdadeiro EU..."




É verdade que o percentual de pessoas acordadas e despertas ainda é relativamente pequeno, mas não se deixe enganar pelas aparências. Todo mundo está em algum lugar no caminho do despertar.

Ser um dos primeiros a despertar é uma imensa honra, mas também traz desafios proporcionais e grande responsabilidade. Eu pessoalmente entendo o quão difícil é despertar em um mar de seres adormecidos. Isto pode na verdade, ser solitário e assustador.

Quando comecei a despertar, tornei-me totalmente ciente de todas as pessoas em minha vida que estavam imersas em sonhos. Meu desejo primitivo era o de acordar cada um deles. Eu preguei, eu orei, eu interferi e eu mesmo saí e comprei uma dúzia de cópias do livro “O Caminho Místico Para o Poder Cósmico” de Vernon Howard, porque era o livro que tinha causado o efeito mais profundo em mim. Eu acho que nenhuma pessoa sequer abriu o livro. Eu fiquei desanimada e confusa, por que ninguém quer acordar?

Eu fui chamada de qualquer coisa parecida como louca, uma aberração da nova Era, mas por dentro, eu sabia a verdade. Finalmente eu me tornei sábia o suficiente para proteger a verdade das pessoas que não estavam prontas e também para encontrar grupos de pessoas que estavam despertas. Era a década de 1980 em Nova York e embora não existiam toneladas de pessoas despertas, parecia que buscávamos um ao outro.

Aqui estamos nós, três décadas mais tarde à beira do despertar global. É um momento emocionante para estar vivo. Se você está acordado ou desperto, você ainda é um dos primeiros e provavelmente você tem muitas perguntas sem resposta. Através de meus artigos e meus livros, eu faço o meu melhor para responder a muitas destas perguntas, pois acredito que o meu propósito é fornecer instruções precisas sobre a viagem através da vida e especialmente através do despertar.

Recebo e-mails todos os dias de pessoas que despertaram, ou que estão começando a despertar. Uma das perguntas mais comuns que recebo é: “Como posso falar com as pessoas que ainda estão adormecidas?”

Eu descobri que a abordagem mais eficaz para ajudar as pessoas pré-despertando, é pacientemente esperar o momento certo. É verdade que você pode ter que esperar meses ou anos, mas aquele momento certo sempre vem. Muitas vezes, ele vem em meio à uma crise.

A Crise Incendeia o Despertar



Você pode notar que muitas pessoas adormecidas está tendo algum tipo de crise agora. Você mesmo pode ter sido despertado por uma situação de crise. A perda de um parceiro, do trabalho, da saúde ou da segurança, é literalmente uma chamada do Universo para despertar. Claro, você não precisa de uma crise para despertar, você pode simplesmente despertar, mas se é o seu “tempo” de despertar e você está resistindo ao impulso e não quer ouvir o seu eu interior, cedo ou tarde algum tipo de crise vai surgir para fazer você prestar atenção e então despertar..

A maioria das pessoas passa a vida no piloto automático, mas quando uma crise chega de repente, elas não conseguem agir da forma costumeira, as estratégias que já usaram para seguir na vida não são mais eficazes. Durante a crise, as pessoas são convidadas a liberar o que já não é mais necessário e elas também são convidadas a ir para o seu interior e buscar novas respostas. O caminho pelo qual nós respondemos a crise revela as nossas crenças mais profundas e nos mostra exatamente onde estamos mais adormecidos em nossas vidas.

A crise também pode nos empurrar para examinarmos nossas crenças religiosas e espirituais, isso pode significar que devemos descartar uma religião, filosofia ou prática que já não nos serve mais ou que o caminho para o nosso despertar não suporta. À medida que liberamos o velho, abrimos espaço para o novo.

A Crise é Planejada Para Nos Derrubar e Suavemente Nos Oferecer Maiores Possibilidades.

Tenha em mente que o que pode não parecer uma crise para você, pode ser uma profunda crise para outra pessoa. A perda de um animal de estimação, ser despejado ou descobrir um segredo escuro de família, por exemplo, pode ser mais do que suficiente para invocar o caos emocional e a oportunidade de despertar em uma pessoa.

Se alguém que você conhece está passando por uma crise de algum tipo, pode ser o “momento certo” em que você pode ser de grande ajuda, mas antes de iniciar o seu auxilio, existem certas coisas que você precisa saber.


A combinação de sete anos intensos como conselheira de crise em Nova York, além de vinte anos como treinadora de vidas despertando, permite-me oferecer-lhe o guia a seguir:

Como Ajudar os Outros a Despertar Espiritualmente Durante Uma Crise na Vida

Peça Permissão:

Faça o que fizer, não despeje a sua bem-intencionada ajuda ou conselhos sobre alguém só porque ele parece precisar, sempre pergunte primeiro. Como posso ajudá-lo? Ou, eu posso ajudá-lo? Além disso, identifique que tipo de ajuda está sendo solicitada e respeite as fronteiras.

Sentir Pena Não é o Caminho:

Tenha cuidado para não sentir pena do seu amigo ou parente. Quando sentimos pena de alguém, estamos realmente julgando-o e/ou a sua situação e nós estamos vendo-o como incapaz. Você nunca pode estar a serviço de outro se você acredita que ele/ela é incapaz. Sentir pena de alguém também pode indicar que você acredita que é “melhor” do que esta pessoa que você está olhando. Você não pode ajudar o outro a partir de uma posição de superioridade.

Tente a Compaixão:

Quando experimentamos simpatia por outra pessoa, é apenas uma outra maneira de sentir pena dela. A empatia é um passo em frente, mas muitos empatas assumem a energia de quem eles sentem empatia, o que não é útil para ninguém. A compaixão por outro lado, é o amor incondicional, sem julgamento e sem assumir a energia do outro.

Crie um Espaço Seguro:

Às vezes, o máximo que você pode fornecer é um espaço seguro para a pessoa se expressar. Quando as pessoas se sentem bem acolhidas por você e têm a certeza que você não vai julgá-las de qualquer forma, elas se abrem e compartilham. Em seu espaço de não julgamento, elas têm a oportunidade de desafogar-se da vergonha, culpa e desespero. Quanto mais uma pessoa pode liberar as emoções armazenadas, mais fácil ele/ela pode despertar. A fim de manter o espaço seguro, não prejudique, minimize ou contradiga, ao dar a sua opinião não tente convencer ninguém de nada. Talvez a partir de sua perspectiva de desperto, a perda de um ente querido pode significar apenas a energia do ser passando de um reino para outro, mas se você tentar dizer a uma pessoa de luto que ela/ele não deveria estar chateada porque seu amado é “apenas uma energia em transição”, você não vai chegar muito longe.


Um Ombro Para Chorar:

Seu amigo ou parente pode apenas precisar de um ombro para chorar em segurança. Não subestime a importância de ser este ombro. A Crise é catártica e pode trazer todos os tipos de feridas antigas que estão prontas para serem liberadas. Às vezes, ter um espaço seguro para chorar e se abrir permite que uma pessoa se aproxime de novas ideias e possibilidades. Dito isto, se seu amigo ou parente continuar a chorar sobre as mesmas coisas sem buscar uma cura, um profissional pode ser necessário para ajudar a ele/ela a corrigir o ciclo emocional.

Nenhum Conselho é um Bom Conselho:

Como treinadora e mentora dos despertando, eu raramente dou conselhos. A verdade é que as pessoas não precisam de conselhos, tanto quanto elas precisam de orientação para encontrar as suas próprias respostas. No estado de adormecidos buscamos normalmente as respostas fora de nós mesmos e seguimos as regras de moral, ética e conselhos da família, cultura, religião, sociedade e até mesmo tendências atuais. Você não desperta por receber mais conselhos ou instruções dos outros, mesmo que seja um bom conselho bem-intencionado. Você desperta conforme você deixa ir as indicações externas e vai para o seu interior buscar as respostas para si mesmo. Na maioria dos casos, oferecer conselhos a uma pessoa despertando é contraproducente, uma vez que ela ainda está parcialmente sonolenta. Em vez de dar conselhos, o melhor que você pode oferecer é fazer perguntas intuitivas que direcionam essa pessoa para o seu interior e você pode incentivar esta pessoa a confiar em si mesma e nas respostas que ela descobrir.

Busque as Perguntas Certas:

Até o despertar, a maioria das pessoas estão acostumadas a padrões de dependência de pensamentos, usam os mesmos velhos pensamentos para resolver todos os problemas. Isto, naturalmente reforça os padrões negativos em sua vida. Se você pode “fazer uma pergunta” que provoca uma nova perspectiva ou um ponto de vista mais elevado de consciência você ofereceu o maior presente possível.

Oferecer as perguntas certas é muito parecido com fornecer o mapa de um tesouro perdido e enterrado. As melhores perguntas a fazer são aquelas que inspiram novas maneiras de pensar. Perguntas abertas literalmente abrem espaço para o desconhecido ou a possibilidade oculta.

A melhor abordagem na pergunta é fazer o que eu chamo de “abordagem pela porta dos fundos.” A chave é fazer uma pergunta de tal forma que a mente busque a resposta sem as restrições habituais. Perguntas que começam com: “E se …?” São geralmente pedras preciosas disfarçadas.

_ E se você tivesse uma varinha mágica e pudesse manifestar qualquer coisa que você deseja, o que faria?

_ O que aconteceria se você deixasse seguir, e perdoasse a si mesmo?

_ O que mudaria se você desse amor e bondade?

_ E se o sucesso fosse garantido, o que você faria?


Algumas das melhores perguntas são aquelas em que você pode endereçar e desarmar as objeções que têm restringido o seu amigo/relação de explorar novas possibilidades. Vamos dizer que ele/ela recentemente perdeu o emprego em um campo que “usa o hemisfério esquerdo do cérebro” que não era muito emocionante para ela e seu/sua objeção em encontrar um caminho novo e carreira interessante é o medo de não ganhar dinheiro suficiente. Sua pergunta pode ser:

_ Se você pudesse fazer qualquer coisa que você deseja e o dinheiro não fosse problema, o que você faria?

Depois de endereçar e desarmar as acusações, a mente está livre para imaginar possibilidades sem restrições ou limitações. O segredo é convidar a pessoa a explorar ideias fora da caixa auto construída (porque ninguém desperta na caixa). Eu já vi isso várias vezes, quando alguém começa a sonhar com uma vida nova e excitante, esse sonho tem o potencial de gerar tanta energia positiva que as objeções anteriores se tornam fracas.

Identificar As Crenças Limitantes:

A única coisa que nos mantém adormecidos são nossas crenças sobre indignidade, incapacidade e vitimização. Você não passa pelo proverbial portão do despertar carregando qualquer uma dessas falsas crenças. Muitas vezes, os desafios caóticos surgem em nossas vidas como prova direta de nossas crenças. Isso não significa que a crença é verdadeira, todas estas três crenças são inerentemente falsas, mas sim a manifestação da crença(s) é um indicador de que temos a crença. Em outras palavras, nós acreditamos na crença. Se você não sabe que tem uma crença sobre indignidade, por exemplo, a crença oculta irá bloquear o seu despertar e você não terá nenhuma pista. O propósito de vida é demonstrar suas crenças para que você possa identificar estas crenças e, finalmente, se libertar, de modo que você possa de fato despertar. Desta forma, a crise e todos os desafios estão realmente conspirando para o seu despertar.

Diga: “Não” a Energia Negativa:

Nos meus primeiros dias no centro da crise, lembro-me de metaforicamente descer as escadas no final de uma intensa mudança. Eu estava plenamente consciente de que se eu estava fazendo este importante trabalho, eu não poderia captar a energia de qualquer um, por qualquer motivo, a qualquer momento. Naquele momento eu assumi este compromisso comigo mesma. Em meu artigo intitulado “Cansado de Ser Uma Esponja de Negatividade ? – 12 Maneiras de Prevenir a Infiltração de Energia e Recuperar Sua Energia”, eu compartilho 12 maneiras de ficar energeticamente limpo e claro.

Não Julgue as Pessoas Sonolentas (mesmo que elas estejam julgando você):

Cada pessoa acordada sentiu o julgamento das pessoas menos despertas. A reação instintiva ao ser julgado é o retorno do julgamento, mas isto só resulta em você agir e reagir da mesma forma dos que estão adormecidos. Quando as pessoas estão adormecidas elas inconscientemente julgam “as pessoas despertas” porque elas simplesmente não entendem a partir do seu estado de adormecidas, é mais fácil julgar o que nós não entendemos do que aceitar. Lembre-se, o julgamento é o resultado do medo e aqueles que estão despertando através da crise muitas vezes têm uma grande dose de medo incompreendido. Mais uma vez, invoque a compaixão e permita que uma pessoa esteja exatamente onde ela deve estar, lembre-se, não é sobre você, então não entenda como algo pessoal.


Despertando e Deixando de Ser Esnobe

Quando você está desperto é fácil identificar outras pessoas acordadas, bem como aqueles que ainda estão adormecidos, mas estar desperto não o torna melhor do que ninguém. Quando temos a tendência de julgar aqueles que ainda estão adormecidos o nosso esnobismo sai pela culatra e nós ficamos longe do despertar. Afinal, você é tão desperto conforme os pensamentos que você mantêm a cada momento.

Incentive o Deixar ir:

Durante anos eu estudei os seres auto proclamados despertos e a única coisa que precedeu cada caso de despertar espiritual foi deixar ir. Em alguns casos, liberar foi um ato voluntário prescrito pela prática espiritual, mas em muitos casos, uma crise de uma natureza ou de outra promoveu a rendição, que é exatamente o plano divino inerentemente escondido dentro da crise. O estresse e a pressão causada por uma situação de crise se destina a nos convencer a deixar ir e que muitas vezes é o único caminho para o alívio. No processo de desapego nós liberamos tudo o que nos manteve dormindo, como uma rolha naturalmente subindo à superfície começamos a despertar.

Não Pense Que Todo Mundo é Igual a Você:

Mover-se através de uma crise (se ela resulta em despertar ou não) é uma viagem completamente diferente para cada um de nós, por isso tome cuidado para não impor a sua experiência a outra pessoa.

Encontre Uma Ponte de Comunicação:

Eu descobri que encontrar um pequeno vídeo que fala com uma pessoa em sua “língua” é de extrema ajuda. Meu filho Travis, estava à beira do despertar, tanto que ele queria a minha ajuda, mas estávamos falando idiomas completamente diferentes. Não importava de que forma eu tentasse, eu simplesmente não conseguia me comunicar de uma maneira que fizesse sentido para ele. Então, um dia alguém me enviou uma série de vídeos sobre a criação de nossa realidade. Honestamente eu pensei que era terrível, mas ocorreu-me de que o homem no vídeo poderia estar falando a “linguagem” do Travis e eu estava certa. Travis foi atraído para ele como uma mariposa a uma luz. Então, agora eu poderia falar com ele de uma forma um pouco mais avançada. Descobri o professor metafísico Charles Haanel e pensei, Hmm… Eu aposto que o Travis adoraria o Charles e novamente eu estava correta. Ouvimos juntos e tivemos conversas profundas e poderosas que apoiaram o seu despertar. Eu decidi compartilhar Abraham Hicks com ele, mas ele não entendeu totalmente, então nós voltamos para o Charles. Eu compartilhei Neville Goddard e Florence Scovel Shinn, mas não resolveu, até que ele ouviu Alan Watts pela primeira vez, quando ele realmente disse: “Mãe, agora eu finalmente entendi tudo que você estava me ensinando todos estes anos. Obrigado por não desistir de mim.”

O Poder do Silêncio:

Se tudo isso parece esmagador, então deixe ir. Não é sua obrigação ser treinador ou conselheiro, mesmo daqueles que você ama. Você pode fazer uma diferença profunda sem dizer uma palavra. Não vamos esquecer o poder do silêncio. Tudo que você precisa fazer é permanecer na integridade do seu verdadeiro EU, isto significa que a partir do estado de vigília você pode oferecer amor e compaixão, sem tentar corrigir ou curar alguém. A energia poderosa e limpa de uma pessoa acordada pode transmutar a dor emocional e ao mesmo tempo transmitir uma mensagem de despertar para todos aqueles que estão próximos. Se alguém não está pronto, ele não vai receber o seu presente de energia e isso é bom, mas se alguém está pronto e disposto a se curar e despertar, sua presença amorosa e aberta pode fornecer exatamente o remédio certo.

O presente mais precioso que você pode dar aos outros é vê-los além de suas máscaras, vê-los totalmente despertos, em sua expressão mais alta e mais gloriosa de amor e harmonia.

Você é amor, você é luz e está tudo bem.

No amor, graça e gratidão,


©Nanice Ellis

Origem : wakeup-world

Tradução e Divulgação: A Luz é Invencível
Fonte: https://portal2013br.wordpress.com/2016/01/23/como-ajudar-os-outros-a-despertar-espiritualmente/#more-21983



quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Mensagem para a Humanidade, no Evangelho dos Essênios


Abençoado seja o Filho da Luz que conhece sua Mãe Terra, pois é ela a doadora da vida:

Saibas que a sua Mãe Terra está em ti e tu estás Nela.

Foi Ela quem te gerou e que te deu a vida.
E te deu este corpo que um dia tu lhe devolverás.

Saibas que o sangue que corre nas tuas veias nasceu do sangue da tua Mãe Terra, o sangue Dela cai das nuvens, jorra do ventre Dela, borbulha nos riachos das montanhas, flui abundantemente nos rios das planícies.


Saibas que o ar que respiras nasce da respiração da tua Mãe Terra, o alento Dela é o azul celeste das alturas do céu e os sussurros das folhas da floresta.

Saibas que a dureza dos teus ossos foi criada dos ossos de tua Mãe Terra.

Saibas que a maciez da tua carne nasceu da carne de tua Mãe Terra.

A luz dos teus olhos e o alcance dos teus ouvidos nasceram das cores e dos sons da tua Mãe Terra que te rodeiam, feito às ondas do mar cercando o peixinho.


Como o ar tremelicante sustenta o pássaro, em verdade te digo: tu és Um com tua Mãe Terra, ela está em ti e tu estás Nela.

Dela tu nasceste, Nela tu vives e para Ela voltará novamente.Segue, portanto, as Suas leis, pois teu alento é o alento Dela.
Teu sangue, o sangue Dela.
Teus ossos, os ossos Dela.
Tua carne, a carne Dela.
Teus olhos e teus ouvidos são Dela também.

Aquele que encontra a paz na sua Mãe Terra não morrerá jamais, conhece esta paz na tua mente, deseja esta paz ao teu coração e realiza esta paz com o teu corpo.

Fonte 1: Evangelho dos Essênios
Fonte 2: http://animamundhy.com.br/blog/mensagem-humanidade-evangelho-essenios-lindissima
Fonte 3: http://futurodanovaterra.blogspot.com.br/


quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Começa por ti



Tua natureza divina não foi feita para ser aprisionada à sombra do sofrimento, fora do alcance de Deus, e sim para expandir, crescer, para assim, reencontrar sua real função.

És a flecha que tem por destino ser arremessada ao tronco do conhecimento e, se forças em direção contrária, cais em depressão, por negares ao teu ser a tua real necessidade que é a de estares livre, presente na tua realidade divina. Deves saber que as coisas não precisam acontecer nesta ordem.

Tens a opção em escolher novamente, sempre que sentires a ausência do teu coração em tuas decisões, ou seja, a ausência da paz de espírito.

Volta, recolhe teu ser no silêncio que habita tua morada, e lá, começa por ti.

O que queres que não podes ter?
Nesta frase tão curta, reside todo o emaranhado de fios que te sufocam a cada dia.

Começa por ti e em ti.
Aprende a conhecer tuas reais necessidades e começa por elas.

Uma a uma, purificando teu ser do sofrimento que tens te causado por todo este tempo.

Desacredita da tua má sorte e põe tua atenção, teu coração no conhecimento que está dentro de ti, em silêncio, a esperar-te para dar-te a paz, a certeza de quem és.

"Para cultivar a sabedoria, é preciso força interior. Sem crescimento interno, é difícil conquistar a autoconfiança e a coragem necessárias. Sem elas, nossa vida se complica. O impossível torna-se possível com a força de vontade."

Dalai Lama



domingo, 3 de janeiro de 2016

Aceitação e entrega


"...Quando você deixa de resistir internamente, abre-se para a consciência livre de condicionamentos, que é infinitamente maior do que a mente humana..."


"...Às vezes, entregar-se significa desistir de querer entender e sentir-se bem com o que você NÃO SABE..."


Sempre que puder, olhe para dentro de si mesmo e procure ver se você está inconscientemente criando um conflito entre as circunstâncias externas de um determinado momento onde você está, com quem está ou que está fazendo e os seus pensamentos e sentimentos. Você consegue sentir como é doloroso ficar se opondo internamente ao que é?

Quando reconhece esse conflito, você percebe que agora está livre para abrir mão dessa guerra interna infantil.

Já foi dito: Aonde quer que vá, você se leva . Em outras palavras: você está aqui. Sempre. Será que é tão DIFÍCIL ACEITAR ISSO?

O não reativo e habitual fortalece o ego, o EU autocentrado. O SIM o enfraquece. Seu ego não é capaz de sobreviver à entrega.

Você consegue perceber qualquer indício interior que revele que você não quer fazer o que está fazendo? Se isso acontece, você está negando A VIDA, e é impossível chegar a um bom resultado.

Se você percebe esse indício, é capaz também de abandonar essa vontade de não fazer e se entregar ao que faz?

Fazer uma coisa de cada vez, como o mestre definiu, significa dedicar-se plenamente ao que está fazendo. É um ato de entrega uma ação PODEROSA.

Quando você aceita o que é, atinge um nível mais profundo. Nesse nível, tanto seu estado interior quanto sua noção de eu não dependem mais dos julgamentos feitos pela mente do que bom ou ruim.

A aceitação e a entrega se tornam muito mais fáceis quando voce percebe que todas as experiências são fugazes e se dá conta de que o mundo não pode lhe oferecer nada que tenha um valor permanente. Ao aceitar e entregar-se, você continua a conhecer pessoas e a se envolver EM EXPERIÊNCIAS E ATIVIDADES, MAS SEM OS DESEJOS E OS MEDOS DO eu AUTOCENTRADO. Ou seja, você deixa de exigir que uma situação, uma pessoa, um lugar ou um fato o satisfaçam ou façam feliz. A natureza PASSAGEIRA e IMPERFEITA de tudo pode SER COMO É.

Quando você aceita totalmente o MOMENTO PRESENTE, quando deixa de discutir com o que é, a compulsão de pensar DIMINUI e é substituída por uma CALMA ATENTA. Você fica plenamente consciente, mas sua mente não dá qualquer rótulo para esse momento. Quando você deixa de resistir internamente, abre-se para a consciência livre de condicionamentos, que é infinitamente maior do que a mente humana. Essa vasta inteligência pode então se expressar através de você e ajudá-lo tanto por dentro quanto por fora. É por isso que, ao parar de resistir internamente, você costuma achar que as coisas melhoraram.

A entrega consiste em entregar-se a esse momento, e não a uma história através da qual você interpreta esse momento e depois tenta se conformar com ela.

Será que sua mente vai INVENTAR uma história que diz: A vida foi dura e injusta comigo. Eu não mereço. Ou será que você é capaz de aceitar esse momento tal como é e não confundi-lo com uma história que sua MENTE INVENTOU a partir da situação real? Mesmo nas situações APARENTEMENTE mais inaceitáveis e dolorosas existe um profundo bem. Dentro de cada desgraça, de cada crise, está a SEMENTE DA GRAÇA.

Há situações em que nenhuma resposta ou explicação satisfaz. Nesses momentos a VIDA parece perder o sentido. Ou alguém em desespero pede sua ajuda e você não sabe o que dizer ou o que fazer. Quando você aceita plenamente que não sabe, desiste de lutar para encontrar a resposta usando o pensamento de sua MENTE LIMITADA através de você. Até o pensamento pode se beneficiar com isso, pois a inteligência maior flui para DENTRO DELE E O INSPIRA.

Às vezes, entregar-se significa desistir de querer entender e sentir-se bem com o que você NÃO SABE.

Você conhece pessoas cuja maior função na vida parece ser cultivar a própria infelicidade, fazer os outros infelizes e espalhar infelicidade? Perdoe essas pessoas, pois elas também fazem parte do despertar da humanidade. O PAPEL delas é INTENSIFICAR O PESADELO DA CONSCIÊNCIA AUTOCENTRADA DA RECUSA à aceitação e à entrega. Não há uma escolha DELIBERADA na atitude delas. Essa atitude não é o que ELAS SÃO.

Pode-se dizer que a entrega é a transição interior da resistência para a aceitação, do NÃO para o SIM. Quando você se entrega, a noção que tem de si mesmo muda. O eu deixa de se identificar com a reação ou um julgamento mental e passa a ser um ESPAÇO em torno da reação ou do julgamento. O eu não se identifica mais com a forma o pensamento ou a emoção e você se reconhece como algo sem forma: O ESPAÇO DA CONSCIÊNCIA.

Qualquer coisa que você aceite plenamente vai levá-lo à paz, o que inclui a aceitação daquilo que você não consegue aceitar, daquilo que você está RESISTINDO.

DEIXE QUE A VIDA SEJA.



http://elusapaz.blogspot.com.br/2015/07/aceitacao-e-entrega.html


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...